PGmidia1

12 de dez de 2017

Consórcio para compra de medicamentos

O ministro da Saúde Ricardo Barros sugeriu ontem em Santos que as cidades da Baixada Santista se unam num consórcio para por exemplo comprar medicamentos. É preciso que isso seja feito de forma muito transparente para que não haja desvios. Compra de medicamentos é um ponto sensivel e muito visado pela corrupção. O mais importante é como será feito.

Fonte: A Tribuna

9 de dez de 2017

Rede Bagelstein em Paris


“Não dê ouvidos ao Bernard, não há apenas favelas, drogas e prostitutas no Brasil há também um café muito bom".
Para chamar a atenção dos clientes rede francesa adota publicidade esquisita e onfensiva.


Fonte: G1




8 de dez de 2017

Amarok Highline V6


O primeiro lote de fabricação de 450 unidades já teve sua reserva esgotada. Picape mais potente do mercado com motor 3.0 turbodiesel com 225 cavalos ao preço de R$187.710,00. A Volkswagen estuda nova remessa, tente aqui a sua reserva.

7 de dez de 2017

25 de nov de 2017

Black Friday

Das 18 horas de quinta-feira (23) até o fim da sexta-feira (24) o número de reclamações alegando propaganda enganosa foi de 3.503 queixas. Definitivamente não é uma promoção para se fazer.

Fonte: G1

9 de nov de 2017

A violência entrou na sala de aula

A escola é um reflexo da sociedade e se esta é violenta, a sala de aula não vai ser diferente. Pedagogos, professores e coordenadores estão preocupados com conteúdo das disciplinas, desempenho dos alunos, reunião com pais e assuntos outros que não incluem violência na escola, nem mesmo o bullying a tempos inserido no dia a dia escolar tem um tratamento profissional. O meu sonho sempre foi conhecer os alunos para os quais ministraria aulas, antes de iniciar o ano letivo. Se o professor conhece seus alunos antes, muito pode ser feito para prevenir atos violentos durante o ano letivo. É de se perguntar qual a razão das escolas não enviarem aos pais um questionário com perguntas tipo se existe armas em casa, se o aluno faz ou fez algum tratamento psicológico, quais as atividades fora da escola dentre outras. São informações que facilitam o trabalho do professor e mostram qual aluno merece uma atenção maior. Um relatório aluno por aluno. Quando me refiro a questionário e relatório não é papel, pode ser tudo via informática, simples e rápido. Escola, todas, precisam de um minimo de segurança, com profissionais habilitados, detector de metais, câmeras de monitoramento funcionando 24 horas,canais abertos para denuncias, entrevistas com alunos. Antecipar-se ao problema e não chorar sobre o leite derramado, essa é a solução.

Miguel Ruggiro

3 de nov de 2017

1 de nov de 2017

Administração do Destino

Deixe as coisas acontecerem. Não antecipe e nem protele. Não é da sua competência fazê-lo.

PGmidia