Jardim do Mar

boo-box

PGmidia1

6 de nov de 2008

IEMANJÁ

A partir de segunda-feira (10), a Secretaria de Cultura e Eventos (Secult) inicia o cadastramento de centros de umbanda e candomblé interessados em participar das festividades em homenagem à Iemanjá em Praia Grande. Este ano, o evento ocorre nos dias 6 e 7 e 13 e 14 de dezembro, na faixa de areia da Praia Mirim, da estátua de Iemanjá à altura da Rua Santa Rita de Cássia.

Se mantida a média dos últimos anos, cerca de 300 ônibus transportando 20 mil pessoas devem vir à Cidade nesta 32ª edição. “Além de escolher a data, os interessados devem requisitar permissão de acesso para os ônibus ou vans, e reservar o espaço na praia”, informou o secretário Manoel Carlos Peres, o Cartola.

Para retirar a licença, os interessados devem realizar o pagamento da taxa referente ao acesso, fixada em R$ 200,00 para ônibus e R$ 100,00 para vans, além de R$ 25,00 referente ao uso do solo para montagem de tendas. O pagamento deve ser feito via depósito bancário em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, tendo como beneficiária a Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande, agência 0964, conta corrente 006.0000.59-1. Não serão aceitos depósitos em caixas eletrônicos.

Com comprovante do depósito em mãos e munido de documento original da entidade que representa, o interessado deve se dirigir à Secult para retirada da autorização, de segunda à sexta-feira, das 9 às 16 horas, até último dia útil antes da data escolhida para o grupo vir à Cidade.

A Secult funciona na área administrativa do Palácio das Artes, na Avenida Costa e Silva, 1.600, em frente à Rotatória A Tribuna. Outras informações podem ser obtidas na Coordenadoria de Eventos, telefone 3496-5707.

Preparativos – Para receber o grande público esperado, a Secult trabalha em parceria com as secretarias de Gestão Patrimonial (Segesp), Serviços Urbanos (Sesurb), Educação (Seduc), Trânsito e Transportes (Setransp), Saúde Pública (Sesap) e Promoção Social (Sepros), além de contar com as polícias Militar e Civil, Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros, encarregadas de zelar pela segurança.

A Escola Municipal Oswaldo Justo se transformará em uma base para abrigar crianças que venham a se perder dos pais. No local, merendeiras e monitoras se encarregarão de higienizar e alimentar os menores até que seus responsáveis sejam encontrados.

Para garantir o conforto dos participantes, a Prefeitura instalará 36 chuveiros e a mesma quantidade de pontos de energia elétrica na faixa de areia de cerca de 1,5 quilômetro.

Fonte: PGNotícias

PGmidia