PGmidia1

8 de jul de 2010

Freqüência Digital












Num futuro não muito distante, os diários de classe, as chamadas orais de presença e toda a papelada que envolve assiduidade e desempenho dos estudantes farão parte do passado. Seguindo esta tendência, a Secretaria de Educação de Praia Grande (Seduc) dá o primeiro passo, lançando o projeto pioneiro Freqüência Digital, que registra a presença do estudante na escola por meio de um aparelho eletrônico instalado em sala de aula. Basta que o aluno toque com seu dedo indicador no equipamento para que sua presença seja registrada no sistema. A informação fica disponível em tempo real para vários setores da Educação, agilizando o trabalho em diversas esferas.

O sistema operacional foi totalmente criado pela equipe da Coordenadoria de Programas de Inclusão Digital da Seduc. “É um projeto pioneiro no País”, afirma o chefe da Coordenadoria, Marcos Pastorello. Por enquanto, o projeto está em fase experimental na escola municipal Roberto Mário Santini, que atende aproximadamente 600 crianças, mas deve se estender para outras unidades no próximo ano.

De acordo com Pastorello, a iniciativa traz diversos benefícios, a começar pela questão da segurança. “O sistema envia aos pais, diariamente, um e-mail informando a hora exata que o aluno entrou e saiu da escola. A partir de agosto, eles também receberão mensagens via celular, em caso de ausência do filho. Isso quer dizer que se a criança não entrar na escola, o pai saberá logo após o encerramento da entrada dos alunos e poderá tomar providências, caso seja necessário”.

Pastorello também destaca as vantagens do sistema em relação à alimentação escolar. “Munida de um computador, a cozinha da escola recebe em tempo real o número exato de alunos que estão na unidade para fazer a quantidade ideal de comida, evitando o desperdício”, diz.

A iniciativa também facilita o trabalho da equipe responsável pelo programa Bolsa-Família, que se baseia na freqüência dos alunos para manter o benefício federal. O projeto Evasão Escolar, que acompanha alunos com excesso de faltas para reverter a situação, também ganha mais agilidade com o novo sistema. “Tanto o Bolsa-Família como o Evasão Escolar precisam constantemente dos dados relacionados à freqüência dos alunos. Atualmente, é a diretora quem passa essas informações mensalmente. Com o projeto Freqüência Digital, essas esferas terão acesso à assiduidade dos estudantes, no momento em que precisarem, sem necessidade de envolver outras pessoas”, comenta Pastorello. “Vários setores da Seduc podem consultar, em tempo real, as informações disponíveis no sistema”.

Segundo ele, outro beneficiado será o professor, que não precisará fazer diariamente a chamada, pois receberá em seu e-mail a freqüência dos alunos. “A previsão é que, em breve, o sistema também inclua as notas e outras informações sobre o desempenho do estudante, de forma que o professor não tenha que se preocupar com tanta papelada”, diz, destacando que os pais também poderão consultar as notas pela internet.

Redução de papelada resulta em contribuição ambiental, outra vantagem do projeto inovador. “Menos papel significa menos desmatamento”, frisa Pastorello, acrescentando que, com o passar do tempo, outros serviços serão incluídos no projeto. “Com a utilização do sistema, a tendência é identificarmos novas funções e benefícios”.

Para as crianças, é uma diversão registrar sua presença na máquina digital. “Eles gostam de novidade, acharam essa idéia muito interessante”, conta a professora Rosana Emília Teixeira. “Já aprendi que isso é bom pra nossa segurança, pois nossa mãe fica sabendo do que acontece”, diz a pequena Isadora Silva Araújo, de 7 anos.

A diretora da escola Roberto Mário Santini, Luciana Nicolosi, não poupa elogios à iniciativa. “No início da implantação do projeto, houve alguns questionamentos por parte de funcionários e professores, mas depois que tomaram conhecimento de todas as vantagens, reconheceram que é uma iniciativa maravilhosa. Acredito que vai facilitar muito o nosso trabalho, até em pequenos detalhes que nem estamos prevendo ainda”.

Fonte: PGNotícias

PGmidia